Intercessão em pílulas

013 – Intercessão em pílulas

E eu te darei as chaves do Reino dos céus, e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus. (Mt 16.19)

Nós somos revestidos de autoridade para interceder. Temos autoridade para ligarmos as bênçãos de Deus aos homens e para desligarmos as forças das trevas, impedindo-as de atuar contra os homens. Nós recebemos as chaves do reino dos céus para este propósito, por isso somos intercessores. Consideremos a palavra desligar, no grego “luo”, tendo o significado de liberar, separar, dissolver, desobrigar. Este termo carrega consigo o sentido de nos habilitar com meios ou poder para livrar ou soltar um prisioneiro.

Nós encontramos este mesmo termo “luo” no seguinte texto: “Quem comete o pecado é do diabo, porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo” (I Jo 3.8). Ou seja, Jesus veio para desfazer, isto é “luo”, que significa dissolver alguém das obras do diabo. A mesma autoridade exercida pelo Senhor nos foi concedida.

Quando nós usamos da autoridade concedida pelo Senhor para desfazer as obras do diabo, o que de fato estamos fazendo é pronunciar ou determinar que algo ou alguém não está mais preso, que estamos dissolvendo ou invalidando um contrato ou alguma coisa que estava antes obrigada legalmente. Entenda, na cruz Jesus desfez toda obra das trevas. Está escrito: “havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz” (Cl 2.14). Na intercessão nós estamos declarando que a obra completa da cruz se aplica sobre aqueles que ainda não experimentaram esta realidade em suas vidas. Nós estamos declarando na intercessão que Jesus Cristo invalidou todos os contratos das trevas e nós estamos literalmente dissolvendo eles na intercessão, livrando a alma dos laços satânicos.

O diabo tem o poder de prender a vontade das pessoas em laços (II Tm 2.26). Nós precisamos desligar ou dissolver estes laços. Aprendamos com Jesus. O Senhor viu uma mulher curvada pela força de um espírito de enfermidade que a prendia já por dezoito anos. Jesus chegou até ela e disse: “estas livres de tua enfermidade”. Neste ato Jesus usou do poder da intercessão, ele dissolveu os laços de Satanás que prendia aquela mulher. Está escrito: “não convinha soltar desta prisão, no dia de sábado, esta filha de Abraão, a qual há dezoito anos Satanás mantinha presa?” (Lc 13.16). Quando nós fazemos na intercessão o mesmo que Jesus fez estamos praticando o mesmo tipo de desligamento, “luo”, estamos dissolvendo estes laços através de nossa intersessão. Coloque este tipo de desligamento em prática, interceda por aqueles cuja vontade ainda está presa a Satanás e veremos a poderosa libertação que Deus concederá a esta pessoa.

Fonte: Dutch Sheets, Oração intercessória: Como Deus pode usar seus intercessores para mover céu e terra. 2° Ed. Editora Atos Ltda. Belo Horizonte, 2001

http://cezarazevedo.com.br/001-intercessao-em-pilulas/

http://cezarazevedo.com.br/012-intercessao-em-pilulas/

http://cezarazevedo.com.br/014-intercessao-em-pilulas/

pensador

 

    http://cezarazevedo.com.br/plano-de-salvacao-por-pergunta/

    http://cezarazevedo.com.br/estudo-para-novo-convertido-0110/

    http://cezarazevedo.com.br/estudo-para-batismo-0110/

    http://cezarazevedo.com.br/ministracao-para-libertacao-interior-e-perdao/

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor.” (Rm 6:23)

Leave a Comment