Estudos para pequenos grupos - EPG 2008

12/2008 – Arrumando a mala. O que levo para a eternidade?

ESBOÇO

Sejamos fiéis a Deus
Façamos tudo por amor a Deus
Façamos a vontade de Deus
Edifiquemos tudo em Cristo

DICAS

O foco do estudo bíblico é a palavra de Deus, por isso explore ao máximo os textos citados, pois eles fundamentam a explanação.

TEXTO BASE

"Então ouvi uma voz do céu, que dizia: Escreve: Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem dos seus trabalhos, pois as suas obras os acompanham."(Ap 14:13)

PROGRAMAÇÃO

I – Comunhão…………………………………………….. 10 minutos
II – Crescimento…………………………………………… 50 minutos
III – Serviço………………………………………………… 10 minutos
IV – Compartilhar…………………………………………. 10 minutos
V – Adoração……………………………………………….. 10 minutos

PROPÓSITO DESTA LIÇÃO

Fazer uma reflexão sobre como nos preparamos para a eternidade é o objetivo desta lição

I – COMUNHÃO

Procure ver se alguém pode dar um testemunho de uma obra com valor eterno.

II – CRESCIMENTO

Esaú tinha o direito à progenitura, portanto à benção dada por Deus a Abraão. Contudo, por uma noção distorcida de valores, trocou este direito por um prato de lentilha (Gn 25:34). O autor aos Hebreus, descrevendo o comportamento de Esaú, considerou-o “profano” (Hb 12:16), isto é, alguém sem religiosidade, sem nenhum interesse pelas coisas de Deus, enfim, pela eternidade.

Precisamos entender que os cuidados desta vida e a sedução das riquezas podem ofuscar a visão celestial (Mt 13:22). Devemos orar para que nossos olhos espirituais sejam abertos e possamos conhecer as riquezas da glória de nossa herança junto aos santos (Ef 1:18). Há tesouros que podemos levar para o céu e é dele que devemos nos ocupar (Mt 6:20).

Sejamos fiéis a Deus

Davi foi o rei de Israel. Conquistou grande poder e riqueza, contudo fez a seguinte declaração: “Tu és o meu Senhor; além de ti não tenho outro bem” (Sl 16:2). Nada se compara à presença de Deus em nossa vida, portanto precisamos cultivar a fidelidade ao Senhor até a morte (Ap 2:10). Moisés fez esta escolha, preferiu ao Senhor que o gozo do pecado (Hb 11:25). A fidelidade ao Senhor nos acompanha na eternidade.

Façamos tudo por amor a Deus

Deus é amor (I Jo 4:8) e o Seu amor foi derramado copiosamente em nosso coração pelo Espírito Santo (Rm 5:5). É com este amor que motiva todas as nossas ações e seus efeitos perduram por toda a eternidade (I Co 13:3,8).

Façamos a vontade de Deus

Nossas obras feitas no Senhor nos acompanham na eternidade também (AP 14:13). Como a lei se resume no amor a Deus, a nós e ao próximo (Mt 22:37,39), tudo quanto fazemos ao nosso semelhante em nome do Senhor é contabilizado no céu (Mt 25:40). O mesmo diz respeito ao uso de nossos talentos e habilidades (Mt 25:21), quando nos aplicamos a eles, salvamos tanto a nós mesmo quanto aos que são ministrados por nós (I Tm 4:16).

Edifiquemos tudo em Cristo

Sobretudo devemos nos certificar que entregamos nossa vida a Jesus Cristo, recebendo-o como Senhor e Salvador (Jo 1:12). Isto porque só permanecerá diante de Deus aquilo que estiver solidamente edificado sobre este fundamento, que é Cristo (I Co 3:10, 14). Aliás é de nossas obras em Cristo que é feito o linho de nossas vestes eternas (AP 19:8). É por Cristo que vamos para o céu (Jo 14:6).

III – SERVIÇO

Se proponha com o pequeno grupo a fazer uma ação em prol de alguém necessitado, fora do campo do relacionamento de vocês nos termos de Mt 25:40.

IV – COMPARTILHAR

O Ministério de Responsabilidade Social realiza periodicamente bazar. Os recursos são aplicados em missões. O que você tem para doar neste projeto?

V- ADORAÇÃO

Tire alguns minutos para cada um sondar-se diante do Senhor acerca do que tem feito para levar na eternidade.

* Estudo feito para a Igreja Batista Boas Novas – Cuibá.MT, sendo ministrado nos Pequenos Grupos na semana de 20/07/2008 a 26/07/2008

Leave a Comment