Comentários no Evangelho de João

Comentários em João 10.16

Jo 10.16

"Ainda tenho outras ovelhas, não deste aprisco; a mim me convém conduzi-las; elas ouvirão a minha voz; então, haverá um rebanho e um pastor." (Jo 10.16). Jesus é o bom Pastor. Certa vez Ele estava na região de Tiro e Sidom. Uma mulher cananeia se aproximou clamando por misericórdia por sua filha, terrivelmente endemoninhada. Jesus ficou sem responder palavra, incomodando seus discípulos. Diante da insistência de seus discípulos para atendê-la, Jesus respondeu de forma surpreendente: "… Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel" (Mt 15.24). Por esta época o mundo era dividido entre judeus, o povo de Deus, e os gentios, todos os não judeus, portanto, os perdidos. Este, os gentios, são as outras ovelhas perdidas que precisam ser recolhidas no aprisco divino. Para que o evangelho chegasse aos gentios, primeiro ele tinha se passar pela rejeição dos judeus. João escreveu a este respeito dizendo: "Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome" (Jo 1.11,12). Para este propósito Jesus separou para si Paulo como apóstolo dos gentios. Em certo momento Paulo deixou de priorizar a pregação do evangelho aos judeus, voltando-se inteiramente aos gentios. A este respeito Jesus apareceu a Paulo em visão e lhe disse: "… Vai, porque eu te enviarei para longe, aos gentios" (At 22.21). É interessante notar que a igreja é formada pela pacificação de dois povos, judeus e gentios, surgindo deles um novo povo, a igreja. Contudo a prevalência se deu com os gentios, pois profeticamente os judeus se agarraram na rejeição de Jesus como o Messias enviado. Para reunir suas ovelhas Jesus teve, primeiro, que morrer como o Cordeiro de Deus, ressuscitar, ascender aos céus e enviar o Espírito Santo. Revestido de poder a igreja pode levar o evangelho a todas as nações. Quando se completar a dispensação da graça, a salvação voltará novamente aos judeus.

Leave a Comment