Editoriais 2008

Editorial: Ofertando com alegria de propósito

“Além disso, porque pus o meu afeto na casa de meu Deus, o ouro e prata particular que tenho, eu o dou para a casa do meu Deus, afora tudo quanto tenho preparado para a casa do santuário … E o povo se alegrou das ofertas voluntárias que estes fizeram, pois de um coração perfeito as haviam oferecido ao Senhor; e também o rei Davi teve grande alegria” (I Cr 29:3,9)

No reino de Davi todo Israel tinha seu coração posto em um único tesouro: edificar a casa de Deus. Esta meta se traduzia na aplicação de recursos na obra do Senhor, fruto das abundantes bênçãos vindas do alto.

Sabemos que o nosso tesouro está onde colocamos o nosso coração (Mt 6:21). Tesouros são riquezas de qualquer espécie, cujos valores são inestimáveis para quem o possui, que precisam ser protegidas. O Senhor Jesus fez questão de enfatizar que só existem dois lugares onde podemos deixar nosso tesouro – na terra ou no céu. Se o nosso tesouro é guardado na terra então é perecível e insatisfatório, agora se for posto no céu, então é eterno e imensurável.

Assim como Israel estamos acumulando tesouros no céu quando temos afeição pela casa do Senhor. A afeição é um sentimento que nos faz apegar com, estar junto de, ter a tendência para. Com o crescimento da igreja temos mais e mais motivos para estamos comprometidos e atuantes. Um dos reflexos desta afeição está na liberalidade para com a obra do Senhor, manifesta nos dízimos e ofertas. Isto porque tudo que aplicamos se reverte em benefícios eternos, em salvação de almas, no crescimento do reino de Deus. Se você ainda não é participante desta alegria, comece de acordo com o que Deus propôs em seu coração, pois o Senhor ama a quem dá com alegria.

Leave a Comment