sex video xnxx porno brasil Porno porno hd porno filme
Comentários no Evangelho de João

Comentários em João 13.14,15

Jo 13.14

"Ora, se eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros." (Jo 13.14). Esta cerimônia do lavar os pés antecede o capítulo 14 a 17 de João. Estes capítulos são os mais importantes de toda a Bíblia porque é o único momento em que Jesus esteve reunidos somente com seus discípulos fieis, visto ter Judas se retirado para vender Jesus por 30 moedas de prata. Portanto estes capítulos são palavras dirigidas unicamente aos verdadeiros discípulos de Jesus. Esta cerimónia do lavar os pés tem conexão com a pia de cobre do tabernáculo de Moisés conforme podemos ler: "Farás também uma bacia de bronze com o seu suporte de bronze, para lavar. Pô-la-ás entre a tenda da congregação e o altar e deitarás água nela. Nela, Arão e seus filhos lavarão as mãos e os pés. (Ex 30.18,19). A única diferença está em Jesus ter mencionado que um discípulo deveria lavar os pés do outro. O objetivo deste lavar é introduzir o crente na tenda da revelação onde está a mesa dos pães, o candelabro e o altar de ouro e, mais adiante, a arca da aliança. A ideia desta cerimônia é que diariamente precisamos nos lavar por meio da palavra de Deus para extrair de nós toda sujeira a fim de nos preparar para receber revelações da parte de Deus. Por que um deve lavar os pés do outro? Porque todos nós temos defeitos e pecados que nos são ocultos, mas facilmente percebido pelo outro. Ao nos deixar lavar mutuamente aplicamos a exortação do autor aos Hebreus: "pelo contrário, exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama Hoje, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado." (Hb 3.13). O pecado pode facilmente nos enganar quando não nos tornamos passíveis da exortação mútua. Jesus lavou os pés dos discípulos primeiro porque a principal fonte de exortação é a palavra de Deus. Aqueles que se deixam moldar por Deus se tornam apto a ajudar uns aos outros neste propósito. Estes são os verdadeiros discípulos.

Jo 13.15

"Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também." (Jo 13.15). Jesus transmitiu lição de humildade ao lavar os pés de seus discípulos. Naquela época as pessoas andavam de sandálias e, nas refeições, sentavam no chão para se alimentar, estando os pés muito próximo dos pratos. Por conta desta posição, sentar-se com os pés sujos era vergonhoso, razão porque o dono da casa encarregava um escravo para limpar os pés de todos os convidados. Foi esta a posição ocupada por Jesus naquela cerimônia, o de se por a serviço de todos como expressão da renúncia de sua divindade para se fazer Servo, tornando-se Homem e, nesta condição, sendo servo de todos. A ênfase não está nesta cerimônia em si, mas em ter como estilo de vida a disposição de colocar-se a serviço do outro. Isto porque nossa tendência natural é buscar o serviço dos outros e, geralmente, sem traduzir em nenhum reconhecimento pelo que o outro fez por nós. Se observarmos a grande maioria das coisas que temos é fruto do trabalho de alguém. Ainda que, mediante nossa renda possamos comprar estas coisas, o valor intrínseco delas é bem superior a hora gasta de cada trabalhador envolvido. Este custo fica disfarçado por causa do valor agregado pelo processo produtivo, mas no final da linha se encontra o serviço de alguém. Assim como nós somos recebedores de tais benefícios, também devemos aplicar nossa vida ao serviço do outro. Por exemplo, o apóstolo Paulo ao referir-se ao trabalho disse que a disposição de quem serve a seu empregador deve ter como perspectiva estar servindo a Deus. Se tão somente tivéssemos esta concepção, quantas atitudes inconvenientes não seriam evitadas, principalmente aquelas que fazemos fora da vista das pessoas. O serviço, seja remunerado ou não, engrandece quem o realiza e, quando este serviço é feito sem nenhum senso de troca se torna ainda mais nobre e sublime. Foi este exemplo de liderança servil que Jesus transmitiu aos seus discípulos como regra comportamental deles.

Leave a Comment