sex video xnxx porno brasil Porno porno hd porno filme
Comentários no Evangelho de João

Comentários em João 13.21,22

Jo 13.21

"Ditas estas coisas, angustiou-se Jesus em espírito e afirmou: Em verdade, em verdade vos digo que um dentre vós me trairá." (Jo 13.21). Muitos cristãos entendem a vida cristã como um estado de paz mental e alegria de coração continuados. Esta é uma percepção idealizada e romanceada do cristianismo. Na prática nenhum homem de Deus, seja do Antigo Testamento, nem do Novo Testamento, viveu neste estado de espírito idealizado. Todos eles passaram por momentos de extrema aflição, mesmo Jesus Cristo, o Verbo feito Homem. Jesus estava na ceia com seus discípulos quando, em dado momento, sobreveio-lhe a angústia. E qual foi o gatilho que instaurou dentro de Jesus este processo? A percepção que naquela mesma noite Jesus seria vendido por Judas em troca de 30 moedas de prata. Que tipo de emoção abateu sobre Jesus? Ele se angustiou, transliterado no grego, "tarasso", significando abalo físico causado por perplexidade interna (agitação emocional) resultando em extrema agitação interior de desagrado ou contrariedade ("chateado"). Este mesmo termo "tarasso" foi utilizado para exprimir a experiência dos discípulos quando viram Jesus andando sobre as águas. Foi dito deles: "E os discípulos, ao verem-no andando sobre as águas, ficaram aterrados (amedrontados, apavorados, aterrorizados)…" Mt 14.26.. Como Deus é amor, como explicar este abalo emocional experimentado por Jesus? Se coloque no lugar de Jesus enquanto Homem, lembrando que Jesus é o Filho de Deus. Ele sabia que Judas iria sair daquela sala para nunca mais voltar a fazer parte da intimidade de Jesus. Ele sabia que Judas o venderia, causando a morte de Jesus na cruz. Ele sabia que sua morte iria separá-lo de seu Pai celestial por um instante. Jesus perderia duplamente: um discípulo e a comunhão com o Pai celestial. O preço final da traição de Judas seria a morte de Jesus, ocupando seu lugar de Cordeiro de Deus. É impossível dimensionar o sofrimento desta hora, portanto angústia faz parte da experiência cristã.

Jo 13.22

"Então, os discípulos olharam uns para os outros, sem saber a quem ele se referia." (Jo 13.22). Que noite trágica! Que noite libertadora! Geralmente quando vemos a aproximação do mal, nossa primeira atitude é se proteger dele, pois se a trajetória persistir o risco de morte aumenta significativamente. Jesus estava em uma ceia com seus doze discípulos, todos escolhidos por ele. Estes discípulos andaram com Jesus por três anos e meio. Viram seus milagres, ouviram suas palavras, desfrutaram de sua intimidade, testemunharam seu relacionamento com o Pai celestial. Eles nutriam a expectativa da instauração do reino de Deus naqueles dias, quem sabe expulsando os romanos de Israel, dando início ao governo mundial regido pela paz de Deus. Eles disputavam os primeiros lugares na expectativa deste reino futuro, jamais imaginariam ter entre eles um traidor. A notícia não só pegou eles de surpresa como os deixou angustiados, pois cada um deles conheciam suas fraquezas. – E se fosse eu? Perguntavam para si mesmo. – Quem dentre nós poderia ser este? Outra pergunta que martelava a mente deles. Enquanto não for instaurado efetivamente o reino de Deus, com Satanás sendo preso, os homens estarão propensos a trair seus ideais por serem instigados pelo sibilar da serpente. Certa vez, quando Jesus estava falando de sua morte, Pedro se opôs e Jesus repreendeu Satanás em Pedro demonstrando o quão próximo pode estar a influência do mal, mesmo na presença do Filho de Deus. Naquela reunião não estavam somente Jesus e os doze, mas Satanás agia intensamente nos bastidores para cativar o coração de um deles, sendo Judas o mais propenso a se deixar sugestionar. Foi naquela ceia que Satanás tomou posse por completo da vontade de Judas. Esta cena mostra o quão é imperioso a contínua vigilância, pois ainda hoje Satanás anda como um leão buscando a quem possa tragar, não importa quão santo pareça o lugar em que a pessoa se encontra, pois este mundo jaz no Maligno.

Leave a Comment