sex video xnxx porno brasil Porno porno hd porno filme
Comentários no Evangelho de João

Comentários em João 13.31,32

Jo 13.31

"Quando ele saiu, disse Jesus: Agora, foi glorificado o Filho do Homem, e Deus foi glorificado nele;" (Jo 13.31). A partir deste verso temos o momento mais íntimo do relacionamento entre Jesus e seus discípulos. Com a saída de Judas, o traidor, só permaneceram aqueles que verdadeiramente têm intimidade com o Senhor. As palavras que serão transmitidas desde esta hora em diante são exclusivamente aqueles que são nascido de novo, se prontificaram a seguir a Jesus como experiência diária e cultivam intimidade com o Senhor. Ainda que qualquer indivíduo possa ler as palavras que se seguem, eles não conseguem compreender a profundidade do que Jesus está revelando. Como Satanás entrou na pessoa de Judas, o traidor e se retirou para os preparativos da morte de Jesus, mesmo ele não cria haver algo importante nos diálogos que se sucederiam desta hora em diante. Satanás estava preste a cumprir a profecia feita no jardim do Éden, quando foi dito que ele morderia o calcanhar da semente da mulher, trazendo a esta semente a morte. (Gn 3.15). É por isso que Jesus declarou que naquele mesmo instante o Filho do Homem estava sendo glorificado. Nesta declaração Jesus estava levando em conta sua morte e consequente ressurreição, razão de ter acrescentando que Deus, o Pai, seria glorificado juntamente com Ele. Jesus sabia da necessidade do grão de trigo morrer para dar fruto. Este é um dos princípios espirituais mais importante, senão o primeiro deles. Enquanto a morte não operar seus efeitos Deus não pode mostrar seu poder ressuscitador. É este o ponto que separa os verdadeiros homens de fé dos demais. Isto porque quem quer ganhar sua vida, quem se protege contra perdas, quem não suporta passar por tribulação, deixa de conhecer o poder ressuscitador e transformador operado por Deus aos que confiam suas vidas ao Senhor. Jesus estava sendo glorificado porque não iria se opor a prisão, falsa condenação, humilhação e morte de cruz que se seguiria.

Jo 13.32

"se Deus foi glorificado nele, também Deus o glorificará nele mesmo; e glorificá-lo-á imediatamente." (Jo 13.32). João, em seu evangelho, fez agora o primeiro capítulo se encontrar com o último. Aqui cabe perguntar: Quem é Jesus Cristo? João disse que no princípio Jesus era o Verbo, que estava com Deus e era Deus. Tudo foi criado por causa dele. No último dia da criação o homem foi feito a imagem conforme a semelhança de Deus. O Adão do Éden era a figura do Jesus Cristo que havia de ser. Por isso o Verbo de Deus se fez Filho do Homem. Deus, o Pai, preparou para Jesus um corpo no ventre de Maria. Jesus entrou na linhagem de Davi, de Abraão, de Noé, de Adão. Jesus Cristo se tornou o perfeito modelo de Deus do Homem feito a imagem de Deus. Sua vontade estava perfeitamente alinhada com Deus. Tudo que Jesus fez foi o que viu o Pai fazendo. Por exemplo, Jesus viu que o sol nasce sobre os bons e os maus, então Jesus concluiu que o Pai celestial não faz distinção de pessoa, trata todos por igual. Assim fez Jesus, tratou o traidor igual a todos os demais discípulos, dando lugar a ele na mesa da ceia, quando implantou a nova aliança. Este traidor iria levar Jesus à morte por influência de Satanás. E porque nesta hora Deus, o Pai e Jesus seriam glorificados? Desde o jardim do Éden até este dia se passaram por volta de 4.000 anos. Naquele dia Deus, o Pai, depois da queda de Adão, disse que chegaria o dia da semente da mulher vir a este mundo. Jesus veio do ventre de Maria. Deus, o Pai havia dito que a serpente mataria a a semente. Portanto o evento desta noite culminou na profecia divina se cumprindo. Para Jesus chegar neste dia, por exemplo, Jesus teve de escapar da morte dos inocentes nos dias do rei Herodes. Jesus teve também que se manter íntegro em todos os seus dias, sem cometer nenhum pecado. Mas, principalmente, Jesus teve de ser totalmente dependente de Deus, o Pai em toda sua jornada. Por isso Jesus se constituiu em modelo e, por isso foi glorificado com o Pai.

Leave a Comment